Últimas em "BIOGRAFIAS (Cantores/Bandas)"



➤Siga nosso perfil oficial no Twitter , Se Inscreva em nosso canal no YouTube "MultiMidia Info"
, Curta nossa fan page "MultiMúsica" no facebook
((( MultiMúsica, "Porque amamos música!". )))

Em uma entrevista o cantor canadense The Weeknd fala sobre álcool, maconha e outras drogas

The Weeknd está na capa da nova edição da revista GQ.

(Foto: Reprodução / GQ)

The Weeknd se abriu sobre drogas em entrevista para a revista GQ americana – a mesma entrevista que citou sua passagem pelo Brasil. Questionado se gosta de bebidas alcoólicas, ele respondeu:

“Gosto de uma vida sóbria. Eu bebo ocasionalmente. Eu não bebo muito, tanto quanto costumava beber. O romance com a bebida não existe”.

(Foto: Reprodução / GQ)

Quando a pergunta foi sobre maconha, ele se limitou a dizer um “sim”. Já sobre outras drogas, ele discursou. Não gosta mais.

“As drogas eram uma muleta. Era eu pensando que precisava. Sem fazer o trabalho de descobrir como não precisar disso. Passei os últimos anos percebendo isso e agradecendo a Deus por não precisar disso. Porque, para muitas pessoas, é difícil se livrar delas. Mas eu sabia que não queria. E, eventualmente, quero uma família. Eu sei que digo que não, mas sei que sim. Quero ter filhos”, confidenciou.

(Foto: Reprodução / GQ)

Como será explicar as músicas sexuais para os filhos?
The Weeknd contou para GQ que ele diz que não quer construir uma família e ter filhos como mecanismo de defesa. “Gosto da trajetória da minha carreira. Mas também sinto que ter filhos me influenciaria e me inspiraria mais”, disse. E como ele pretende explicar suas músicas mais sexuais para os filhos?

O cantor já pensou nisso. “Estou preparado. No fim das contas, é minha arte. Esse é o papai”, avaliou a situação. Os filhos eventualmente serão mais um feedback para seu trabalho. The Weeknd contou que gosta de ler as críticas especializadas.

“Eu gosto das resenhas, cara. Gosto das críticas. Mesmo as tendenciosas contra mim, gosto de lê-las. Eu acho interessante. Acho que é humilhante, o que é sempre ótimo. Elas me lembram que nunca vou parar de arriscar. Se não fosse pelo ‘Kiss Land’, eu não teria sido capaz de fazer esse novo álbum. Essa música que você ouviu? É ‘Kiss Land’, cara. Sou eu entendendo como usar o ‘Kiss Land’ agora, em meu ofício. Mas esse é definitivamente meu disco mais honesto. Eu estava nu, mais vulnerável”, contou.

Fonte: Pop Line

Deixe um comentário:

Comente com o Facebook:

Postagem Anterior Próxima Postagem


Últimas em "Estrelas Feat."



#TrendingTop Music





Últimas em "Pelas Redes"



Confira abaixo o que esta rolando nos sites MultiMidia Info: